NOTÍCIAS

À procura de comparsa, integrantes de suposta facção fazem 'julgamento do crime' com 6 pessoas em Uberlândia


Seis pessoas do sexo masculino, com idades entre 20 e 23 anos, foram sequestradas e mantidas em cárcere privado na terça-feira (5) em Uberlândia. Segundo a Polícia Militar (PM), a ocorrência foi registrada no assentamento Maná. Na ocasião, supostos integrantes de uma facção criminosa procuravam um comparsa que está desaparecido.

Uma denúncia foi feita aos militares informando que na Rua 4 haviam vítimas mantidas por vários indivíduos envolvidos com uma facção criminosa que atua na cidade e que no local geralmente ocorrem julgamentos de condutas que contradizem as regras do grupo. A suspeita era de que os indivíduos que estavam ali viviam esta situação.

Ao chegaram para averiguação das informações, a PM viu próximo à área os suspeitos, que começaram a pular muros de residências. Um deles estava com arma de fogo e chegou a apontar na direção dos militares, que dispararam, no entanto o indivíduo conseguiu fugir.

Os policiais conseguiram abordar 16 pessoas, que conseguiram antes de serem revistadas, dispensar celulares devivo a possíveis conteúdos comprometedores. Porém, alguns aparelhos foram localizados e apreendidos.

Ainda durante as diligências, as vítimas foram localizadas e uma delas contou que tinham vários criminosos no local e confirmou que um deles fazia ameaças falando que todos não sairiam de lá enquanto não resolvessem “a situação do desaparecimento de um comparsa”. Além disso, relatou que matariam quem seria o responsável pelo sumiço deste indivíduo.

Nos depoimentos para o registro da ocorrência, outra vítima disse que estava no Bairro Marta Helena usando drogas quando foi abordada por 2 pessoas em um veículo que a levaram para a residência no assentamento e que a todo momento os criminosos que integravam o grupo na casa faziam perguntas sobre o desaparecimento do comparsa. Disse, ainda, que falavam que os responsáveis seriam punidos de acordo com as regras do crime e que ninguém sairia do local até o esclarecimento dos fatos.

Uma terceira vítima informou à PM que no dia 4 de abril algumas pessoas que estavam em um veículo a abordaram na Rua São Paulo, no Bairro Marta Helena, e que também a levaram para o assentamento para fazer perguntas referentes ao desaparecido.

Segundo a polícia, esta pessoa que a facção procurava sumiu no dia 2 de abril e, até a publicação desta reportagem, ainda não havia registro de desaparecimento deste suposto comparsa do crime.

As pessoas que foram detidas como suspeitas deste julgamento do crime não quiseram prestar esclarecimentos sobre o assunto.

Nove indivíduos com idades entre 19 e 30 anos receberam voz de prisão, e uma jovem de 23 anos, também, pelo crime de sequestro e cárcere privado, além de dano e violação de domicílio. Todos foram levados para a delegacia para os demais procedimentos e investigação da Polícia Civil.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


06/04/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?