NOTÍCIAS

Campeão brasileiro pelo Galo, Everson recorda passagem pelas quatro divisões do Brasil

Orgulho. Essa é a palavra mais utilizada por Everson para demonstrar o seu sentimento ao descrever sua caminhada e história de superação no futebol, onde passou por diversos obstáculos e atuou em todas as divisões nacionais do país (Séries D, C, B e A), até chegar ao título do Campeonato Brasileiro com o Atlético.

Tudo isso se torna mais especial tendo em vista que o goleiro foi um dos grandes nomes do time de Belo Horizonte no Brasileirão e também na temporada, que ainda pode ser coroada com mais uma conquista, já que o Galo irá enfrentar o Athletico-PR na decisão da Copa do Brasil.

“Os últimos dias têm sido especiais demais. Uma das semanas mais alegres da minha vida. Poder comemorar esse título histórico, para mim e para o Atlético, é razão de um orgulho gigantesco. Nada define melhor. É difícil descrever a emoção que estou sentindo desde a confirmação da conquista. Lembro de tudo o que eu passei ao longo da minha carreira. Joguei todas as divisões do Campeonato Brasileiro até chegar à elite do futebol nacional e agora viver essa alegria de ser campeão por um clube com a grandeza do Galo. Foi um caminho duro, mas que valeu muito a pena. Um orgulho imenso e uma sensação de dever cumprido”, ressaltou.

“Sempre faço questão de agradecer à toda a minha família, que esteve ao meu lado e é meu alicerce, e também às pessoas e aos clubes que confiaram em mim ao longo dessa caminhada. Todos foram fundamentais para que eu pudesse viver esse momento. Uma temporada especial, que começou com a conquista do Mineiro, passou pela convocação para a seleção brasileira, agora veio o título brasileiro e que ainda tem a Copa do Brasil pela frente. Espero, junto com os meus companheiros, levantar mais uma taça e continuar escrevendo o meu nome na história do Atlético”, completou.

Titular incontestável da meta alvinegra, Everson disputou todos os 37 jogos do Galo no Brasileirão, saiu de 16 deles sem sofrer gols e é o goleiro menos vazado da competição, com 30 – média de 0,81 por partida. Na temporada, o camisa 22 atuou 66 vezes como titular e saiu de campo sem ser vazado em exatamente metade: 33. Foram apenas 44 tentos sofridos, uma média de 0,66 por confronto.

Além disso, foi peça-chave na conquista do Campeonato Mineiro, onde ajudou o Atlético a ser campeão, após dois empates sem gols com o América na final, e na ótima campanha na Copa Libertadores, quando foi um dos destaques nas classificações contra o Boca Juniors e o River Plate, mas nada pôde fazer para evitar a eliminação para o Palmeiras, após dois empates na semifinal.

Graças ao excelente momento, em agosto deste ano Everson foi convocado pela primeira vez para defender a seleção brasileira. Contratado junto ao Santos, no meio de 2020, a pedido do então técnico argentino Jorge Sampaoli, o arqueiro já disputou 94 jogos pelo Atlético. Em 42 deles, o time saiu de campo sem ser vazado. Sofreu 78 gols, o que representa uma média de 0,82 por partida.

Fonte: Itatiaia


07/12/2021 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?