NOTÍCIAS

Corpo é encontrado com sinais de enforcamento embaixo de sofá de casa em Uberaba


O corpo de uma pessoa, do sexo feminino e idade não informada, foi encontrado com marcas de enforcamento embaixo do sofá de uma casa no Bairro São Vicente, em Uberaba. A Polícia Militar (PM) foi acionada pelos pais do dono da residência na tarde de quarta-feira (2).

O proprietário da casa, de 38 anos, o sobrinho dele, de 24, e uma jovem, de 28, foram presos pela suspeita do homicídio. Os militares também apreenderam o celular de um deles, a camiseta e um fio de telefone, que pode ter sido usado no crime.

De acordo com a ocorrência, os militares foram acionados por volta das 14h. Ao chegarem à casa na Rua São Vicente de Paula, uma idosa de 70 anos informou que, mais cedo, o filho foi até a residência dela e informou que havia matado uma colega usuária de drogas.

Segundo ela, o filho afirmou “matei aquela desgraçada, vou picar ela toda”. Ele também contou que a vítima estava na casa dele, embaixo do sofá e chamou a mãe para ver.

A idosa acompanhou o homem e ao chegar no local viu os pés da vítima quando o filho levantou parte do sofá. Ela voltou para a casa e aguardou o marido, de 74 anos, para acionarem a Polícia Militar.

Já o pai afirmou que no dia anterior o filho foi até a casa dos pais e contou que havia matado uma mulher, levantou a camisa e mostrou o sangue. No entanto, o idoso não acreditou no que o homem dizia, pois, segundo ele, percebeu que se tratava de mais uma briga.

Na casa, a PM encontrou o homem de 38 anos, que confirmou a versão da mãe e que a vítima estava morta embaixo do sofá. De acordo com a ocorrência, o suspeito apresentou versões contraditórias.

Inicialmente, ele afirmou que a vítima e o sobrinho, de 24 anos, utilizavam a casa para consumir drogas e que, naquele dia, encontrou ela já morta sem saber o que havia acontecido. Posteriormente, o homem entrou em contradição, com momentos em que dizia que estava dormindo e não teria visto nada, e momentos que afirmava que não estava no local.

Em outro momento, ele contou que viu o sobrinho enforcando-a com um fio. O homem também disse que havia jogado os documentos da vítima no buraco de um poste de energia, o que foi informado pelos militares, porém, a recuperação deles não foi possível.

No quintal do imóvel, a PM encontrou um buraco semelhante a uma cova recentemente aberta, com uma enxada ao lado. Ao ser abordado, o jovem de 24 anos negou os fatos e apontou o tio como autor do crime.

Já a jovem de 28 anos afirmou que no dia anterior estava no local com os envolvidos, mas que por volta do meio-dia se retirou a pedido do homem e do jovem, pois precisavam resolver um assunto com a vítima. Conforme ela, o motivo da conversa seria dinheiro para uso de drogas.

Ainda de acordo com a ocorrência, a perícia técnica da Polícia Civil esteve na casa, que apontou que a vítima foi morta por asfixia mecânica e que, possivelmente, a arma do crime foi o fio de telefone, que foi apreendido. O celular da jovem de 28 anos, a camiseta do homem e enxada encontrada no quintal também foram apreendidas.

O g1 entrou em contato com a Polícia Civil para saber se a vítima foi identificada e se inquérito investigativo foi aberto, mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


03/03/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?