NOTÍCIAS

De drogas escondidas em tênis a celular em lata de tinta: relembre apreensões inusitadas feitas na Penitenciária de Uberaba


O g1 Triângulo e Alto Paranaíba já noticiou, em diversas ocasiões, apreensões de drogas e de outros objetos ilícitos localizados dentro da Penitenciária de Uberaba. Em meio a essas ocorrências, estão casos inusitados, como entorpecentes achados em tênis e pão sovado ou os celulares encontrados dentro de uma lata de tinta.

Desde janeiro de 2021, policiais penais impediram a entrada de 17.194 porções de drogas e 342 celulares da Penitenciária de Uberaba, segundo dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informados à reportagem na segunda-feira (28).

Por isso, o g1 preparou uma lista com as apreensões mais inesperadas registradas na unidade e também procurou a Sejusp para entender o que é feito com os materiais recolhidos.

  • LSD é encontrado dentro de rolos de papel higiênico enviados por Sedex para detento duas vezes na mesma semana
  • LSD é encontrado dentro de caderno enviado por Sedex a detento da Penitenciária
  • Cerca de 100 porções da droga sintética K10 são encontradas em bíblia enviada a detento
  • Polícia Penal encontra celulares e chips escondidos em calçados
  • Drogas sintéticas são encontradas em rolo de papel higiênico enviado por Correios a preso
Drogas sintéticas foram encontradas em rolo de papel higiênico  — Foto: Sejusp/Divulgação

Drogas sintéticas foram encontradas em rolo de papel higiênico — Foto: Sejusp/Divulgação

  • Drogas são encontradas dentro de pão sovado enviado para detento
  • Polícia Penal encontra minicelular dentro de rádio enviado para preso
  • Drogas são encontradas em par de tênis enviado para detento
  • Quase 300 porções de drogas sintéticas são apreendidas em antena de televisão e chinelo
  • Polícia penal encontra droga sintética em batom de cacau
  • Mais de 450 porções de droga sintética são encontradas em cigarros enviados a detentos
Substâncias foram localizadas dentro de batom labial de cacau — Foto: Sejusp/Divulgação

Substâncias foram localizadas dentro de batom labial de cacau — Foto: Sejusp/Divulgação

  • Policiais penais apreendem celulares após lançamento por drone
Pacote enviado via drone na Penitenciária de Uberaba — Foto: Sejusp/Divulgação

Pacote enviado via drone na Penitenciária de Uberaba — Foto: Sejusp/Divulgação

  • Polícia penal encontra drogas escondidas em chinelos e rádio portátil destinados à detentos
Drogas apreendidas na Penitenciária de Uberaba enviadas via Sedex — Foto: Ascom - Sejusp

Drogas apreendidas na Penitenciária de Uberaba enviadas via Sedex — Foto: Ascom – Sejusp

  • Quase 500 porções de droga sintética são encontradas em escova de lavar roupa
Droga sintética k4 em escova de lavar roupa  — Foto: Sejusp/Divulgação

Droga sintética k4 em escova de lavar roupa — Foto: Sejusp/Divulgação

  • Policiais encontram droga sintética em bolas de futebol e pote de creme
  • Celulares e acessórios são encontrados em buraco de parede e em lâmpada
  • Policial penal tenta entrar com celular na Penitenciária de Uberaba e alega que objeto era uma bíblia
  • Dupla joga mais de 20 celulares por cima de laje da Penitenciária de Uberaba
Celulares, chips e carregadores são apreendidos na Penitenciária de Uberaba — Foto: Sejusp/Divulgação

Celulares, chips e carregadores são apreendidos na Penitenciária de Uberaba — Foto: Sejusp/Divulgação

  • Mais de 200 frações de LSD escondidas em costura de pano de chão
  • Celulares e chips são encontrados dentro de lata de tinta

O que é feito com os materiais?

Segundo a Sejusp, após uma apreensão de drogas dentro da unidade prisional, um boletim de ocorrência é registrado.

O material ilícito barrado pelos policiais penais e o detento responsável por ele são apresentados na delegacia de Polícia Civil da área para as providências criminais cabíveis. Em alguns casos, também são instaurados procedimentos internos para apurar o ocorrido.

Além disso, nos casos em que os materiais chegam aos detentos pelo Correio, o órgão informou que o preso que receberia a encomenda é ouvido pelo conselho disciplinar e fica impedido de receber kits até que as investigações sejam concluídas. O remetente da entrega também tem o cadastro removido.

Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, em Uberaba — Foto: Joyce Rodrigues/G1

Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, em Uberaba — Foto: Joyce Rodrigues/G1

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


29/03/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?