NOTÍCIAS

Empresário e garçom denunciam transfobia cometida por clientes de bar em Uberlândia


Caso teria acontecido na madrugada de sábado (30), quando um casal se incomodou com o banheiro em que o garçom entrou no fim do expediente. Um empresário e um garçom denunciaram à Polícia Militar (PM) um caso de transfobia cometido por um casal de clientes do Officina Music Bar, em Uberlândia. Eles teriam agredido fisicamente o garçom, que é um homem transsexual, e outros funcionários após se incomodarem com o banheiro que ele utilizou. As agressões teriam acontecido na madrugada deste sábado (30), próximo ao horário de fechamento do estabelecimento. O bar publicou uma nota sobre o caso (leia mais abaixo na íntegra). Procurados pelo g1, o casal não quis se manifestar. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram De acordo com o boletim registrado na PM, o homem trans relatou que entrou no banheiro feminino, imaginando que estava vazio devido à baixa movimentação no bar, e se deparou com uma mulher dentro. Ao tentar fechar a porta, o marido da mulher começou uma agressão física e verbal, falando insultos transfóbicos ao garçom. Ainda segundo o relato, os colaboradores do estabelecimento conseguiram conter a situação, impedindo que as agressões se intensificassem. A mulher também agrediu o garçom e outros funcionários. Ao perceber que a PM foi chamada devido à confusão, o casal teria deixado o local. O crime O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, em agosto de 2023, que atos de homofobia e transfobia contra indivíduos fossem enquadrados como crime de injúria racial. Se comprovada transfobia, o casal não terá direito a fiança, nem limite de tempo para responder judicialmente. A pena pode ir de um a três anos de prisão, além de multa, e pode chegar a até cinco anos de reclusão se houver divulgação ampla do ato. Nota do estabelecimento Em nota nas redes sociais, o estabelecimento informou que pretende tomar medidas judiciais contra o casal envolvido. “Na noite desta sexta-feira (29), tivemos uma infelicidade em receber em nossa casa um coletivo de pessoas transfóbicas como clientes. Um de nossos funcionários, que está conosco a longa data, um homem trans, de caráter excepcional e conduta exemplar, adentrou ao banheiro, já em quase final de expediente, para fazer suas necessidades, 00h40, sendo que encerramos à 01h. Uma mulher, que se intitula profissional de enfermagem, se sente incomodada com o fato e começa a gritar o marido. Ambos aguardam na saída do banheiro, esperando que nosso colaborador saísse, e nesse momento, o marido o coloca contra a parede e começa a agredi-lo com tapas e murros. Momentos depois a mulher parte novamente pra cima do nosso colaborar com tapas. Nossa equipe, de imediato, todos, se mobilizaram para conter os agressores, que muito exaltados, começam a xingar demais membros da equipe. Como é o correto a se fazer, começamos a chamar a polícia para registrar o crime de transfobia em flagrante, conforme previsto em Lei. Mas o casal, relutante e muito exaltado, resolve por agredir um dos proprietários e funcionários da casa, que simplesmente tentavam impedir que os mesmos saíssem antes da polícia chegar. Sim, o relato é triste e chocante. Foi uma agressão gratuita, registrada pelas câmeras de segurança. Além de toda a agressão física, os discursos e xingamentos eram carregados de discriminação e transfobia. Toda a solidariedade ao nosso colaborador. Essa postagem tem o intuito de informar, esclarecer e infelizmente relatar um caso de transfobia. Ela foi feita em conjunto por ele e para ele, e para tantas outras pessoas que são vítimas de ações criminosas. Somos uma casa que celebra a alegria e o respeito ao próximo. Não nos calaremos nem seremos intimidados, justiça será feita e medidas cabíveis já estão sendo tomadas”. LEIA MAIS VOCÊ VIU? Comentários podem ter influenciado morte de Jéssica Canedo, mulher com transtornos mentais caminha mais de 200 km e flagra de veículos acima da velocidade OCORRÊNCIA: Briga motivada por dívida de 3 kg de carne termina em confusão com facão, pedaço de pau, arma de fogo e cinco detidos em MG VÍDEO: onça-pintada escala parede de recinto do Zoológico de Brasília e fica frente a frente com visitantes 📲 Siga as redes sociais do g1 Triângulo: Instagram, Facebook e Twitter 📲 Receba no WhatsApp as notícias do g1 Triângulo VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas

Fonte: G1


30/12/2023 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?