NOTÍCIAS

Falso médico aplica golpe e leva quase R$ 12 mil de filha de paciente internada na Santa Casa de Patrocínio


A filha de uma paciente que estava internada na Santa Casa de Misericórdia de Patrocínio foi vítima de um golpe na última terça-feira (29). O criminoso se passou por um médico do hospital e pediu, pelo telefone, para ela depositar R$ 11.980 para pagar supostos exames da mãe dela. A mulher só descobriu que foi enganada depois de transferir o dinheiro.

A Polícia Militar registrou um boletim de ocorrência. O g1 procurou o superintendente da Santa Casa de Misericórdia, que se posicionou sobre o ocorrido e explicou que o hospital não pede pagamentos por telefone. Veja mais abaixo nesta matéria.

A Polícia Civil disse em nota que o crime de estelionato é de ação penal pública condicionado à representação da vítima, conforme prevê a legislação penal vigente. Por isso, para abertura de investigação, a Polícia Civil aguarda o comparecimento da vítima na delegacia para propor a devida representação.

Segundo a PM, a vítima, que não teve a identidade informada, relatou que a mãe estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Por volta de 10h20, ela recebeu uma ligação de um indivíduo que se identificou como sendo um médico infectologista da Santa Casa.

Ele então informou que o quadro da mãe da vítima era sério e que não estavam conseguindo descobrir qual era a bactéria presente no corpo dela para administrar o antibiótico correto. Para resolver, seria necessária a realização de 2 exames.

Na sequência, o golpista disse que o plano de saúde da paciente demoraria 2 dias para autorizar o procedimento. Por isso, ele sugeriu que a vítima pagasse o valor de forma imediata para acelerar o tratamento.

A vítima disse que, passados alguns minutos, o golpista ligou novamente para seu celular, e ela disse que havia conseguido o valor para a realização dos exames. O indivíduo, então, disse que o convênio médico devolveria a quantia posteriormente.

Às 11h22, a mulher realizou a transferência de todo o valor para uma conta bancária informada pelo golpista. Ela só desconfiou que se tratava de um golpe quando o estelionatário ligou novamente para confirmar se o pagamento havia sido realizado.

Acionada, a Polícia Militar registrou a ocorrência. A corporação orientou que, em caso de dúvidas referentes à ligações de supostos estabelecimentos bancários ou de saúde, os cidadãos devem desligar o telefone e ligar para a empresa, de outro aparelho, para confirmar o contato.

Procurado pelo g1, o superintendente da Santa Casa de Misericórdia de Patrocínio, Augusto Moura, afirmou que a equipe multiprofissional do hospital acolheu a família e reforçou a orientação de que o hospital não realiza ações de solicitação de dinheiro ao telefone.

“Essa situação tem se tornado corriqueira no nosso município. O hospital não realiza ligações pedindo dinheiro para ninguém, não temos esse hábito. Todo esse trâmite administrativo, quando necessário, é feito de forma individual, sigilosa e presencial.

Ainda segundo Augusto, a orientação para quando alguém receber uma ligação de um suposto funcionário do hospital é de ir até a unidade para conversar com os médicos de confiança ou com a equipe para verificar a informação.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


01/04/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?