NOTÍCIAS

Jovem consegue escapar após dois dias sendo mantida em cativeiro por criminosos em Uberaba


Uma jovem, de 18 anos, conseguiu escapar e contatar a Polícia Militar (PM) na terça-feira (10) após passar dois dias sendo mantida em cativeiro em um apartamento no Bairro Conjunto Guanabara, em Uberaba. Um dos suspeitos do crime, de 23 anos, foi preso em flagrante.

De acordo com a jovem, no último domingo (8), ela estava em casa no Bairro Residencial 2000 quando ouviu uma perseguição policial, sendo que uma viatura da PM estava atrás de duas caminhonetes roubadas no Bairro Amoroso Costa. Em certo momento, a viatura se envolveu em um acidente.

Na ocasião, os autores do roubo abandonaram uma caminhonete na Rua Joaquim Monteiro da Fonseca, também no Residencial 2000.

Já a outra caminhonete foi deixada na casa da jovem. Ela explicou que assim que ficou sabendo do havia acontecido, ela mencionou ir até as viaturas da PM para dizer que uma das caminhonetes roubadas estava na residência dela.

Mas, nesse momento, ela foi agarrada por um dos autores, colocada em um veículo e levada até o apartamento no Bairro Guanabara, sendo mantida refém.

A jovem disse que conseguiu escapar do cativeiro porque aproveitou o momento em que o criminoso que a vigiava dormiu.

Conforme o boletim de ocorrência do roubo, a PM encontrou a caminhonete na casa da jovem, sendo que ela chegou a ser qualificada como suspeita do crime, porque os documentos dela foram encontrados dentro do veículo.

Após essas informações repassadas pela vítima de cárcere privado, os militares foram até o endereço do apartamento, onde o suspeito de 23 anos abriu a porta. Ele, que já tem outras passagens pela polícia, estava com uma tornozeleira de fiscalização judiciária sem bateria.

Ainda segundo a PM, no apartamento, havia apenas dois colchões no chão, algumas cordas e peças de roupas jogadas. O imóvel também estava sem energia elétrica.

Questionado, o suspeito confessou que participou do roubo aos veículos, e que a jovem teria sido mantida no local por ordem dois comparsas que estavam com ele no assalto para que ela não os delatasse.

O rapaz também contou que os dois comparsas dele seriam dois jovens, de 22 e 29 anos, que também já são conhecidos nos meios policiais. Ele revelou, ainda, que o apartamento foi alugado pelo individuo de 29 anos para ser feito um “mocó” – local para esconder objetos de crimes.

A PM foi até as residências dos dois jovens denunciados, mas nenhum deles foi encontrado, sendo apenas qualificados como suspeitos do cárcere privado.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


11/05/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?