NOTÍCIAS

MPMG recomenda à Prefeitura que cancele alvarás de locais que tenham elevador como o que causou morte de idosa após queda em Uberlândia | Triângulo Mineiro


A recomendação foi assinada pelo promotor de Justiça de Defesa do Cidadão, Fernando Rodrigues Martins. Segundo o documento, os órgãos devem cancelar todas as autorizações, alvarás e licenças concedidas aos proprietários e possuidores de imóveis que façam uso, para atendimento ao público em geral, das plataformas elevatórias de acessibilidade. O prazo é de 30 dias.

“Os fatos desencadeados nas atividades desenvolvidas pela clínica, sem qualquer necessidade de imputação de culpa (registre-se), demonstram com tranquilidade riscos nos transportes de consumidores (idosos, pessoas com deficiências e crianças) através das plataformas elevatórias para acessibilidade”, justificou o promotor no documento.

Procurado pela TV Integração, o Corpo de Bombeiros afirmou que “é responsável por fiscalizar apenas as medidas de prevenção e combate a incêndio das edificações” e que não fiscaliza itens de acessibilidade. Segundo a corporação, essa responsabilidade recai sobre a Prefeitura. Já a Prefeitura disse que não foi notificada oficialmente.

  • RELEMBRE: Idosa de 94 anos cai de elevador em clínica médica e morre em Uberlândia; filho é socorrido com traumatismo craniano

No dia 16 de maio, Elza Inácio de Castro, que estava em uma cadeira de rodas, entrou no elevador com o filho, César Lúcio de Castro, para passar por uma consulta de rotina com um angiologista na clínica Soma Saúde, que fica no Bairro Tabajaras.

Clínica Uberlândia; Soma Saúde — Foto: Google Street View/Reprodução/Nov.2021

Clínica Uberlândia; Soma Saúde — Foto: Google Street View/Reprodução/Nov.2021

Porém, no momento em que a plataforma parou para que eles pudessem acessar a recepção, ocorreu um travamento forte fazendo os dois se desequilibrarem e caírem de uma altura de cerca de 1,6 metro.

A idosa não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Já o filho dela, de 67 anos, foi encaminhado para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), onde continua internado.

Na ocasião, equipes da Secretaria de Planejamento Urbano e da Defesa Civil foram até a clínica e conforme a Prefeitura, nenhuma irregularidade foi constatada e toda a documentação do local estava regular.

Já o Corpo de Bombeiros constatou que o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) da clínica estava vencido. A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o caso.

Elevador de clínica médica trava, idosa de 94 anos cai e morre em Uberlândia

Elevador de clínica médica trava, idosa de 94 anos cai e morre em Uberlândia

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


05/07/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?