NOTÍCIAS

Museu da Imagem e Som de Araxá é opção de lazer para o fim de semana


Com mais de 10 mil discos de vinil, televisores antigos, máquinas fotográficas e de escrever, vitrolas, projetores de cinema e slides, fitas VHS e CDs o Museu da Imagem e Som é uma opção de passeio para o fim de semana em Araxá. Quem adora voltar ao passado e ver objetos pouco utilizados hoje em dia pode aproveitar também a semana, já que o local tem entrada gratuita e funciona de terça a domingo. Veja mais abaixo o endereço e horários de visitas.

O museu existe desde 2001e foi fundado depois da doação do acervo de discos, armários e objetos antigos da Rádio Imbiara. “No decorrer do tempo, a gente foi conseguindo doações da comunidade das várias outras peças que hoje compõem este acervo”, disse o coordenador do espaço, Tancredo Borges Guimarães.

Museu da Imagem e Som de Araxá — Foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação

Museu da Imagem e Som de Araxá — Foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação

O acervo de discos do museu é um dos que mais chamam a atenção ao reunir épocas variadas, desde 1940 até os anos 2000. Diferentes estilos como bossa nova, baião, rock, jazz, blues, gospel, música clássica, sertaneja, MPB e samba podem ser encontrados na coleção.

Durante a visita ao espaço, o monitor promove ao público uma viagem ao tempo, por meio da apresentação dos objetos expostos que fazem parte da memória audiovisual do século passado. No local, ainda é possível ouvir os discos.

“Na região não temos um museu igual a este. Ele é uma ótima oportunidade para contarmos a história das rádios, TVs, imprensa e tudo o que é relacionado à imagem e ao som”, ressaltou Tancredo.

Atualmente o museu funciona no Palácio Nagib Feres, localizado na Praça Coronel Adolfo, nº 9. Por muito tempo, o Museu da Imagem e do Som ficou instalado no Calçadão da Rua Olegário Maciel, ao lado do Cine Teatro Brasil.

“Antes o funcionamento era em um prédio alugado que tinha o nome de Centro de Cultura, pertencente ao antigo Banco Nacional. Apesar de ser tombado, o imóvel é de propriedade particular. Em 2018, o banco nos pediu o espaço e em março de 2019 o museu passou a funcionar na antiga Câmara Municipal, onde hoje também é o Museu do Legislativo”, contou a presidente da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB), Cynthia Verçosa.

O museu fica aberto para visitação de terça a sexta-feira das 8h às 18h; aos sábados, das 9h às 15h; e domingos e feriados das 8h às 12h.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


22/04/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?