NOTÍCIAS

Projeto atende mulheres vítimas de violência em Campo Altos: 'Ele veio para acolher quem pensa que está sozinha', disse uma delas


“É através da confiança nessas pessoas que estou conseguindo seguir em frente”, contou Jaquelaine Aparecida dos Reis, após receber um dia de cuidados do projeto “Dia da Beleza – empoderamento de vítimas de violência doméstica por meio do resgate de autoestima”, em Campos Altos. No vídeo acima, ela é homenageada por músicos da cidade.

A história dela comoveu a cidade em 2017. Na época, ela tinha terminado um casamento de 10 anos e era perseguida pelo ex-marido. Ela contou que, em um determinado dia, ele passou pela casa dela, parou o carro, desceu com um facão e, sem falar uma palavra sequer, começou a agredi-la na frente de familiares e vizinhos.

Na data, Jaquelaine foi atendida em Campos Altos e transferida, em estado grave, para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM). “Fiz duas cirurgias e perdi o movimento do punho do braço esquerdo”, relembrou.

Com as feridas marcadas no corpo e com os olhares e comentários alheios que passou a receber, ela contou que ficou com a autoestima comprometida. Foi com o objetivo de sanar essa dor, que a sargento Joyce Loiola Martins, o tenente Bruno da Fonseca Mariano e a soldado Larissa Antunes Alves Magalhães, decidiram criar o projeto.

Jaquelaine contou que ganhou um “dia de princesa” e que os cuidados não foram apenas de beleza. Ela ganhou um vestido personalizado, um sapato novo, recebeu tratamento odontológico, fez as unhas, maquiagem e cabelo. Além de ganhar flores uma cesta de café da manhã. Durante à tarde, foi recepcionada por músicos da Lira Santo Antônio.

Jaquelaine Aparecida dos Reis, no Dia de Beleza, em Campos Altos  — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Jaquelaine Aparecida dos Reis, no Dia de Beleza, em Campos Altos — Foto: Polícia Militar/Divulgação

“Faz pouco tempo que comecei a sair da rua, porque sentia que todas as pessoas me olhavam e comentavam sobre mim. Isso trazia muita vergonha e insegurança. Esse projeto veio para acolher e dar esperança para quem pensa que está sozinha e sem saída”, explicou.

Com os cuidados, ela disse ter se sentido importante e afirmou que é através da confiança nessas pessoas que consegue seguir em frente. Além de Jaquelaine, a sargento Joyce contou que também se sentiu comovida pelo momento.

“Tudo se resume à gratidão de poder fazer parte de forma feliz desse momento da vida dela, que já foi marcada por emoções que um dia a feriram a alma. Nós conseguimos marcar a vida dela de uma forma positiva”, declarou.

Agora, Jaquelaine diz querer deixar um recado para outras mulheres que também foram vítimas de violência.

“A primeira coisa que precisamos fazer é denunciar o agressor. Não deixe o medo vencer. Seja corajosa, denuncie. Não deixe de ter fé em Deus e mantenha a firmeza. Vamos conseguir dar a volta por cima”, aconselhou.

Inicialmente, a ação surgiu em comemoração ao aniversário do 37° Batalhão de Polícia de Araxá. “Nós do 2° pelotão de Campos Altos decidimos fazer algo relacionado a prevenção da violência doméstica”, explicou a sargento.

Porém, com a repercussão positiva do projeto, Joyce esclareceu que ideias já estão sendo desenvolvidas para dar andamento na ação e apoiar outras mulheres.

“Vejo o projeto como uma forma de a mulher conseguir se olhar no espelho e sentir a esperança de que a vida não parou no trauma, que existem novas possibilidades e novos desafios que ela precisa ser forte e corajosa para prosseguir”, enfatizou a sargento.

Ela reforçou que a Polícia Militar encontra-se à disposição para ser o apoio que essas vítimas necessitam.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


06/03/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?