NOTÍCIAS

Recomendações de sindicato refletem em atividades de policiais penais de Uberaba


Policiais penais de Uberaba vão seguir as orientações publicadas pelo Sindicato dos Policiais Penais de Minas Gerais (Sindppen-MG) em protesto, que a categoria realiza, junto de outras forças de segurança do estado por recomposição salarial. Veja mais abaixo as orientações.

O g1 entrou em contato com o Sindppen-MG para saber se trabalhadores de outras unidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba também aderiram à paralisação e as recomendações do sindicato, mas não obteve retorno até a última atualização da matéria. A reportagem também solicitou à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp-MG) informações sobre alterações no contingente nas unidades e aguarda retorno.

Em meio à paralisação, o governador Romeu Zema (Novo) anunciou nesta quinta-feira (24) reajuste de 10,6% nos salários de todos os servidores, ativos e inativos. Veja abaixo.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Penais de Minas Gerais, algumas medidas foram alteradas até que um acordo seja feito com o Estado. Entre as ações está a distribuição de encomendas, que vão ser recebida pelos agentes, mas não serão distribuídas aos presos.

Além disso, o banho de sol será suspenso caso não haja efetivo para monitoramento. Escoltas de advogados e outros atendimentos que não sejam de emergência também não vão ocorrer.

Caso o acordo com o Governo de Minas Gerais não seja fechado, as visitas familiares também poderão ser suspensas. No entanto, ainda não há levantamento de quais unidades prisionais podem suspender as visitações.

Paralisação dos servidores da segurança gera reflexos na Penitenciária de Uberaba

Paralisação dos servidores da segurança gera reflexos na Penitenciária de Uberaba

Em nota, a Sejusp, informou que o Governo de Minas realizou na terça-feira (22), reunião para avançar na busca de soluções das demandas relacionadas à segurança pública. O Governo disse entender que o assunto é prioridade e reforçou que se mantém aberto ao diálogo “por reconhecer a necessidade da recomposição salarial das forças de segurança e de todas as categorias do funcionalismo estadual, pautado por critérios de responsabilidade e previsibilidade fiscal”.

Sobre o sistema prisional, o Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG), esclareceu que acompanha a movimentação dos servidores e atuará para que não haja prejuízo no atendimento aos custodiados. Com relação à visitação, o Depen monitora a adesão dos servidores ao movimento de paralisação proposto pela categoria dos Policiais Penais e demais servidores da segurança pública.

Em meio à paralisação das forças de segurança, o governador Romeu Zema anunciou reajuste de 10,6% nos salários de todos os servidores estaduais, ativos e inativos. No anúncio, Zema disse que tem buscado equilíbrio para as contas do poder público estadual, que tem dívida de R$ 140 bilhões.

Ele também afirmou que a alta inflação reduziu o poder de compra de todos, inclusive, o de servidores que não tem reajuste salarial há anos.

“O cobertor das contas públicas é curto, portanto, o compromisso que faço hoje com os servidores de Minas Gerais são conquistas que neste momento estão no limite da possibilidade do Estado”, afirmou o governador.

Além da recomposição, Zema anunciou reajuste na ajuda de custo recebida por servidores civis que, hoje, recebem R$ 47 de auxílio alimentação por dia e vão passar a receber R$ 75. O governador afirmou que vai encaminhar o projeto para o reajuste, em regime de urgência, para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), ainda nesta quinta-feira.

De acordo com a secretária de Planejamento e Gestão, Luísa Barreto, o impacto será de mais de R$ 4 bilhões. Para as forças de segurança, a gestora afirmou que também vai reajustar o abono fardamento.

Segundo ela, o pagamento do abono que hoje é pago em parcela única no mês de abril, vai ser ampliado para 3 parcelas.

“Para os servidores da segurança será feito a ampliação do abono fardamento ou auxílio vestimenta. Esse abono que hoje é pago em abril em parcela única correspondente a 40% do soldo do soldado, vai ser majorado para 3 parcelas em março, junho e outubro”, disse a secretária.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


24/02/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?