NOTÍCIAS

Rio Paranaíba vive surto de dengue

Aedes aegypti: mais 235 casos prováveis de dengue são registrados no Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste

Rio Paranaíba vive um surto de casos de dengue. Os dados foram divulgados em um boletim pela Secretaria Municipal de Saúde nesta terça-feira (17). Até momento, já houve 103 notificações, sendo que destas, 97 são positivas e apenas 06 negativas.

A explosão de casos assustador está sendo registrada em todo país, mas é necessário que a população faça sua parte retirando tudo que possa acumular água parada, executar a limpeza de lotes vagos, tampar caixas d’águas, além de outras atitudes simples, como jogar lixo na lixeira.

Confira em qual bairro está a maior concentração de casos:

BAIRROS/COMUNIDADENÚMERO DE CASOS
Novo Rio20
Olhos d’Água13
Novo Horizonte13
São Francisco11
São Cristóvão09
Jardim Primavera05
Alto Santa Cruz05
Universitário03
Prado01
Progresso01
Samambaia01
Francisco Moreira
Loteamento Paranaíba04
Loteamento Jardim América02
Fazenda01
Guarda dos Ferreiros01

TOTAL

103 notificações

Os dados são correspondente do dia primeiro de janeiro ao dia 17 de maio e, de acordo com um levantamento feito pela setor de epidemiologia, entre os dias 26 e 28 de abril, através do LIRa (Levantamento rápido de índices para Aedes Aegypti), o município de Rio Paranaíba está classificado com risco médio de transmissão do mosquito da dengue.

Ainda conforme este estudo, a maioria dos criadores foram encontrados em residências, como por exemplo em tambores e caixa d’água, depósitos de móveis como garrafas; vasos e fracos de água.

“Foi realizado nos dias 26 a 28 de abril o segundo LIRa (Levantamento rápido de índices para Aedes aegypti) do ano de 2022. Tivemos como resultado que o município está em risco médio de transmissão do mosquito da dengue e que os criadores que mais foi encontrado larvas do mosquito da dengue foram depósitos ao nível do solo para armazenamento doméstico (ex.: tambor, caixa d’água), depósitos móveis (ex.: garrafas, vasos/frascos com água e resíduos sólidos (ex.: recipientes plástico, latas)”, disse Vanilda Dorneles responsável pelo setor de epidemiologia.

Questionamos as medidas que estão sendo realizadas para combate o avanço da doença no município e fomos informados de que está sendo feito o bloqueio de transmissão com bomba motorizada – que é o recomendado para a classificação de risco que o município está – e que os agentes comunitários de endemias estão intensificando as visitas para tentar eliminar os focos.

Vanilda ressalta, no entanto, que sem a ajuda da população todo o trabalho está sendo em vão. “Os agentes de endemias estão intensificando as visitas para tentar eliminar os focos mais sem a ajuda da população não vamos conseguir”, finalizou.

Texto: Gilberto Martins


18/05/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?