NOTÍCIAS

UFU planta mais de 1.000 mudas de árvores nativas na nascente do Córrego do Glória em Uberlândia


Mais de 1.000 mudas de espécies florestais nativas do Cerrado foram plantadas para recomposição da Área de Preservação Permanente (APP), onde está localizada a nascente do Córrego do Glória, em Uberlândia. A ação promovida pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em parceria com o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), por meio do Projeto Buriti, foi entregue na última quinta-feira (31).

De acordo com a Diretoria de Sustentabilidade da UFU, além do plantio das árvores, a instituição realizou a delimitação e cercamento da área onde nasce um dos afluentes do Rio Uberabinha, que é uma das principais fontes de abastecimento de água de Uberlândia. Todo o trabalho foi feito na Fazenda Experimental do Glória e na área de campo da Associação dos Servidores da Universidade Federal de Uberlândia (Asufub).

Ao todo, foram plantadas 1.050 mudas de árvores para recomposição de APP. Já o cercamento foi feito em área linear de 7.724 m, sendo 6.725 m na Fazenda do Glória e 999 m na Asufub.

Segundo o UFU, os serviços vão garantir proteção ambiental de 153 hectares – equivalente a mais de 214 campos de futebol – de Área de Preservação Permanente e Reserva Legal (RL).

“Certamente, esta área com os serviços que entregamos, além da proteção ambiental, será um local de visitas e de pesquisas para os estudantes da UFU, por ser um exemplo prático, concreto, de ações de preservação”, disse o reitor UFU, Valder Steffen Júnior.

Conforme o supervisor do Projeto Buriti, Masterson Silva, o plantio das mudas ocorreu entre novembro e dezembro de 2021. A partir de agora, as árvores vão receber adubação, controle de pragas, coroamento e replantio, quando for necessário.

“Aqui na UFU foi feito o trabalho de preservação de APP concomitante com a área de reserva legal, somando mais de 150 hectares. Isso é muito importante, não só para a universidade, não só para o Dmae, mas para a sociedade como um todo”, afirmou o supervisor.

Representantes da UFU, Prefeitura e Dmae durante cerimônia de entrega de documentação oficial da ação de reflorestamento — Foto: Alexandre Costa/UFU

Representantes da UFU, Prefeitura e Dmae durante cerimônia de entrega de documentação oficial da ação de reflorestamento — Foto: Alexandre Costa/UFU

Na cerimônia de entrega da documentação oficial da ação, o vice-prefeito de Uberlândia, Paulo Sérgio Ferreira, falou sobre a importância do projeto para a qualidade da água e o programa de saneamento do município. Ele também ressaltou investimentos feitos em energia renovável.

“Além do Buriti, o Dmae, em suas ações de sustentabilidade, vai investir em energia fotovoltaica para ajudar no fornecimento e reduzir o custo da energia para o consumidor”, disse.

Já o diretor-geral da autarquia, Adicionaldo dos Reis Cardoso, falou sobre o canal de interligação entre os lagos dos sistemas Sucupira, Capim Branco e Bom Jardim. Segundo ele, a obra está licitada e será custeada com R$ 50 milhões que faziam parte do orçamento de construção da Usina de Capim Branco e não foram usados.

“Isso dará ao Dmae melhores condições para o manejo das águas e para a manutenção das estruturas das três usinas em atividade no município”, concluiu.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


04/04/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?