NOTÍCIAS

Reajuste no preço dos combustíveis em postos de Uberlândia é acompanhado pelo Procon


De acordo com a superintendência, as movimentações no setor de combustíveis são acompanhadas desde a manhã de quinta. Também são solicitados os relatórios de venda dos postos e revendedoras de gás liquefeito de petróleo (GLP), o popular gás de cozinha.

Ainda conforme o Procon, a partir das análises técnicas dos documentos apresentados pelos estabelecimentos é que serão adotadas medidas administrativas competentes, nos casos que forem necessários.

O g1 também entrou em contato com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) que informou que em casos de reajuste de preços como o anunciado não são acompanhados. O MPMG atua apenas em situações específicas, como de desabastecimento de produtos e formação de cartéis.

Assim como ocorreu em várias partes do país, o aumento no preço dos combustíveis anunciado pela Petrobrás na quinta-feira provocou filas em postos de Uberlândia. A empresa reajustou os valores após 57 dias. Entenda mais abaixo.

A reportagem da TV Integração verificou os valores em 13 postos da cidade. Apesar de o reajuste entrar em vigor nesta sexta, muitos estabelecimentos já haviam aumentado o preço do litro da gasolina, etanol e diesel no dia anterior.

Dos 13 postos verificados, em 8 o litro da gasolina estava sendo vendido a R$ 6,99. Já o etanol era comercializado a R$ 4,99.

Os estabelecimentos com os preços mais baixos venderam a gasolina a R$ 6,55 o litro, enquanto o etanol era comercializado a R$ 4,33.

Frentista finaliza abastecimento em posto de Uberlândia — Foto: Reprodução/TV Integração

Frentista finaliza abastecimento em posto de Uberlândia — Foto: Reprodução/TV Integração

Em meio à disparada dos preços do petróleo, a Petrobras anunciou na quinta-feira reajustes nos preços de gasolina e diesel após quase 2 meses de valores congelados nas refinarias.

Para o GLP, o preço médio de venda do GLP da Petrobras, para as distribuidoras foi reajustado em 16,1%, e passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 por kg, equivalente a R$ 58,21 por 13 kg.

O produto não era reajustado há 152 dias e custa atualmente no país R$ 102,64 o botijão de 13 kg, em média, segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Vale lembrar que o valor final dos preços dos combustíveis nas bombas depende também de impostos e das margens de lucro de distribuidores e revendedores.

Segundo a ANP, o preço médio da gasolina no país ficou em R$ 6,577 na semana encerrada no dia 5. Já o do diesel, em R$ 5,603.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas



Fonte: G1


11/03/2022 – Paranaíba e Máximus FM

COMPARTILHE:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on skype
Skype

Mais Notícias de Rio Paranaíba:

Mais Notícias da Região:

SEGUE A @PARANAIBAMAXIMUS

Paranbaíba FM
Máximus FM
Contato Comercial
QUAL RÁDIO QUER OUVIR?